Suan Zao Ren

Semen Zizyphi Spinozae

Nome Farmacêutico:

Ziziphus jujuba Mill ou Ziziphus spinosa

Nome Comum:

Jujuba selvagem

Parte utilizada:

Semente

Propriedades:

Doce, ácida e neutra

Locais de ação:

Baço, coração, fígado e vesícula biliar

Texto em que apareceu pela primeira vez:

Matéria Médica Clássica do Esposo Divino

Ações e Indicações

Nutre o Yin do Coração, aumenta o Sangue do Fígado e acalma a Mente: Irritabilidade, palpitações, nervosismo, insônia, causada por Deficiência de Yin perturbando o Coração ou Deficiência de Sangue.

Previne perda de fluidos: Usado em caso de sudorese noturna ou sudorese espontânea.

Precauções e Contraindicações

Usar cuidadosamente em casos de diarréia, ou excesso de calor.

Principais Componentes Químicos

Betulina, ácido betulínico, jujubosídeo, jujubo-genina, ebelin-lactona, saponinas e vitamina C.

Pesquisa Clínica Farmacológica

Efeito sedativo: Decocções de Sêmen Ziziphi Spinosae, ingeridas via oral por cachorros, causaram efeito sedativo e hipnótico. Em outra parte deste estudo, Sêmen Ziziphi Spinosae inibiu os efeitos estimulantes da cafeína. Outro estudo, em ratos, mostrou, além da ação sedativa, diminuição dos reflexos tendinosos profundos. Os estudos sugerem que os animais desenvolvem tolerância a esta erva com o uso continuado.

Efeito analgésico: Preparações de Sêmen Ziziphi Spinosae injetadas via intraperitonial em cobaias causou efeito analgésico, evidenciado por diminuição da sensibilidade ao calor.

Efeito cardiovascular: Decocções de Sêmen Ziziphi Spinosae causam diminuição da pressão arterial, tanto em animais como em humanos.